ICM, IP REALIZA VISITAS AOS COMPLEXOS DE SILOS EM NHAMATANDA, GORONGOSA E CHIMOIO, NO DECORRER DO SEU IV CONSELHO CONSULTIVO

No âmbito da responsabilidade do ICM, IP enquanto representante do Ministério da Indústria e Comércio na implementação e monitoria dos Contratos de Concessão para a gestão público-privada de Complexos de Silos, durante o IV Conselho Consultivo foram também agendadas visitas aos Complexos de Silos de Nhamatanda e Gorongosa em Sofala, bem como à empresa DECA sediada em Chimoio, Província central de Manica. Das visitas efectuadas aos Complexos de Silos e Armazéns foram partilhadas experiências, lições e constatações de cada grupo com o objectivo de dotar os seus quadros de conhecimentos sobre a operação e gestão daquele sistema de conservação e armazenagem.

Os Silos de Nhamatanda, Província de Sofala encontram-se operacionais, em fase experimental, tendo armazenadas 1.020 toneladas de milho. Em fase de conclusão a estrutura de betão para receber a nova báscula e as obras de construção do edifício para a instalação dos laboratórios e para serviços administrativos e sociais de gestão do complexo. Nos Silos de Gorongosa, igualmente em Sofala decorrem as obras de reabilitação tendo já iniciado as obras de implantação da báscula e realizados os trabalhos de revisão do sistema mecânico e eléctrico, bem como a pintura da estrutura metálica. Em processo de aquisição da placa do “Software” para o comando dos silos.

Na visita à empresa DECA, foram apresentados alguns desafios, com destaque para a existência de muitos intermediários na comercialização do milho, o que eleva o preço final dos produtos acabados; importação da farinha de milho que é comercializada a preço relativamente baixo do que o produto nacional; competitividade com o milho geneticamente modificado (GMO) o que impacta no rendimento de processamento da farinha; venda de grãos não padronizados; e perdas significativas devido a impurezas que representa cerca de 2%.

A parte das constatações das visitas realizadas aos complexos de Silos e Armazéns e no âmbito de uma das atribuições do ICM, IP, da gestão de infra-estruturas de apoio à cadeia de valor da comercialização agrícola, há necessidade de uniformização das especificações técnicas para a construção de infra-estruturas de armazenagem pelo ICM, IP. Para o efeito, foi lançado um concurso público para o desenho das especificações de armazéns a serem futuramente construídos; as delegações provinciais devem continuar a procurar espaços para a construção de infra- estruturas de armazenamento do ICM, IP de modo a dinamizar a cadeia de valor da comercialização agrícola, com enfoque para as zonas fronteiriças; necessidade de mobilização de recursos financeiros com vista a construção de um armazém com a capacidade de 1.000 toneladas adjacente ao Complexo de Silos de Lichinga.

Estas visitas foram seguidas por uma apresentação de carácter formativo pela empresa de consultoria WinResources que possui vocação sobre a gestão de silos, tendo ressaltado a necessidade de avaliação cada vez melhor da qualidade do grão, através da implantação de laboratórios para o controlo do produto e a monitoria e acompanhamento do processo da gestão dos complexos de silos, no dia-a-dia através dos delegados provinciais do ICM, IP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.